O QUE É VISAGISMO?

by

 

 

O que você deseja transmitir através da sua imagem?

Acontece com a maioria das mulheres: no salão a cliente mostra a capa da revista estampada pela atriz protagonista da novela das oito com o cabelo dos sonhos, aquela maquiagem impecável e um visual que parece lindo e harmônico, e pede para o profissional fazer tudo igual: aquele corte, aquela cor e aquele penteado.Ao término do procedimento nem sempre a cliente fica feliz, porque o resultado não é como ela imaginava. Devido a vários fatores não fica tão bom, como por exemplo, o tom de pele, textura dos cabelos, o formato do rosto, e aí o tão sonhado resultado pode não ser o desejado pela cliente, não fica como ela queria, como ela queria, não fica “bom” porque não está em harmonia com o físico, o estilo e o comportamento da cliente. Assim, ela se sente enganada, se arrepende, ou ainda fica com raiva do profissional. Mas a cliente mal sabe que grande parte das celebridades não tem aquele visual ao acaso, aquela composição de estilo foi feito com uma intensão e com base na personalidade e nas características físicas daquela celebridade ou personagem. É aí que entra o visagismo um conjunto de conhecimentos que fornecem suporte para uma análise em busca do equilíbrio. E esse suporte é dado por um profissional: O visagista.

Talvez você não saiba exatamente o que é, mas já deve ter ouvido falar sobre o visagismo, que é a arte de criar uma imagem personalizada e equilibrada por meio das características físicas e psicológicas da pessoa. Seguindo a tendência da customização, a técnica equilibra os traços e harmoniza a expressão facial, de forma a refletir a personalidade da pessoa. A ideia é compor um visual valorizando a personalidade por meio de técnicas de beleza como corte, coloração e maquiagem e roupas que respeitam e valorizam suas características, e assim criar um look customizado. A proposta é base de muitos programas de tv que ajudam a compor um visual mais harmônico ressaltando pontos positivos e escondendo imperfeições sem grandes intervenções, são estes: Mude meu look (How do I look?), 10 anos mais jovem (10 years younger), Esquadrão da moda (What not to wear), Tim Gunn: Guru de estilo (Tim Gunn: Guide to stile), Queer eye for the straight guy e os programas nacionais: Vamos combinar seu estilo?, Laboratório de estilo e a versão brasileira de Esquadrão da moda.

O visagismo foi criado em 1936, pelo maquiador francês Fernand Aubry e teve origem na palavra visage, que significa rosto. Segundo o maquiador frânces o visagismo é uma obra de arte e o visagista o escultor do rosto humano. No Brasil foi introduzido somente em 2002, quando o artista plástico Philip Hallawell lançou o livro “Visagismo – Harmonia e Estética”. Antes disso, a ideia de criar uma imagem personalizada baseada na identidade do cliente ainda não era difundida nos salões de beleza, mas logo após o lançamento do livro, rapidamente conquistou adeptos.  Hoje, os estudos de Phillip Hallawell, incluem a observação dos traços de personalidade e temperamento. Segundo o artista plástico e especialista no assunto, Philip Hallawell, “visagismo é a arte de criar uma imagem pessoal que revela as qualidades interiores de uma pessoa, de acordo com suas características físicas e com os princípios da linguagem visual (harmonia e estética), utilizando a maquilagem, o corte, a coloração e o penteado do cabelo, entre outros recursos estéticos”. Não há soluções prontas, porque cada pessoa é única, por isso o visagista aplica a consultoria com o intuito de descobrir o que cada cliente deseja expressar. Com conhecimento da linguagem visual, técnica, sensibilidade e criatividade, construirá uma imagem que traduza essa intenção, com harmonia e estética.

Através de uma entrevista com a cliente, é possível perceber aspectos positivos e negativos na aparecia e no psicológico, e o que está mais presente na vida dela naquele momento. É uma consultoria, pois o profissional apresenta o que a pessoa precisa para atingir o equilíbrio e recomenda que  busque cuidados especiais, como: terapeuta capilar, dermatologista ou psicólogo, e então a partir da análise o profissional visagista vai lhe apresentar aspectos para realizar um trabalho multidisciplinar com vários profissionais da área de saúde e beleza. A forma de avaliação proposta por Philip Hallawell (2009) baseia-se em uma das primeiras classificações da personalidade, criada por Hipócrates, e com base na teoria de que a personalidade também se manifesta fisicamente. Tendo em mente este sistema, os temperamentos são divididos em quatro tipos: sanguíneo, colérico, melancólico e fleumático. Para o autor todas as pessoas apresentam as quatro características em graus variados, de maneira positiva ou negativa. Seguindo Philip podemos ler as linhas do rosto de uma pessoa minuciosamente se soubermos o significado de cada uma delas, e conseguirmos identificá-las no rosto e nas feições, estas quatro linhas são: verticais, horizontais, inclinadas e curvas. E assim os quatro temperamentos e suas características são:

sanguineo

Figura 1“Série Visagismo: Beleza Sanguínea” (2005) – Pastel Seco – Philip Hallawell

Sanguínea: Caraterizada pela extroversão e energia, é uma beleza luminosa e vibrante. Pessoas sanguíneas são destemidas e criativas, no entanto tem dificuldade de concentração e de se manter constante, podem parecer imprudentes e desorganizados.

Características físicas: Ágil, atlético e musical. Tem muita energia. Gesticula muito, a fala é clara, gosta de ornamentos vistosos, seu rosto tem formato angular, geralmente hexagonal com lateral reta ou losangular. Cabelo castanho ou loiro dourado, mas não muito claro. Geralmente tem nariz grande ou arrebitado, olhos amendoados ou grandes além de uma boca expressiva. A cor é a amarela pertencente ao grupo de cores quentes. Quando encontramos linhas inclinadas em um rosto, nas feições ou no gesto há uma presença de dinamismo, energia e impulsão, caracterizando o tipo sanguíneo.

colérica

Figura 2“Série Visagismo: Beleza Colérica” (2005) – Pastel Seco – Philip Hallawell

Colérica: As pessoas coléricas são fortes e decididas, cheias de opiniões que defendem com paixão, são fiéis corajosos e leias, em contraponto são impacientes, intolerantes e podem ser arrogantes e orgulhosos.

Características Físicas: Pescoço e ossos fortes, postura ereta. Sua fala é forte e rápida. O rosto tem formato quadrado com queixo forte e pronunciado, mas também pode ser hexágono com a base horizontal ou triangular. Olhar penetrante e olhos espaçados, sobrancelhas retas e grossas. A cor é o vermelho-alaranjado. A representação na forma do rosto ou físico são linhas retas verticais ou horizontais que representam força.

melancólica

Figura 3 “Série Visagismo: Beleza Melancólica” (2005) – Pastel Seco – Philip Hallawell

Melancólica: Os melancólicos são sensíveis quietos e introvertidos, são elegantes e artísticos. Seus pontos negativos são: ter resistência e se arriscar, serem ansiosos, controladores e conservadores.

Características físicas: Tende a ser magro, com gestos precisos e graciosos, gostam de ornamentos graciosos, raramente descuidam da aparência em público. O formato do rosto geralmente é oval, mas pode ser triangular. As feições são geralmente agrupadas e delicadas. A cor é azul, e os tons de cores frias. As linhas podem variar entre curvas e caracteriza o grupo artístico ou retas, que caracterizam o grupo científico.

Ffleumática

Figura 4 “Série Visagismo: Beleza Fleumática” (2005) – Pastel Seco – Philip Hallawell

Fleumáticos: São amigáveis pacientes e abnegados. São pacificadores e diplomáticos, não gostam de confrontos ou de riscos. Não são competitivos, nem ambiciosos. Satisfazem-se com pouco, e isso pode torna-los acomodados, desinteressados e indolentes além de fugir das responsabilidades.

Características físicas: É o que menos se importa com aparência. Gosta de roupas simples, costuma comer devagar e muito, sem preferências, possui fala lenta e arrastada. Em geral o rosto fleumático é redondo mas pode variar. As características mais fortes em sua face são olhos cerrados, com pálpebras pesadas e grandes e o lábio inferior maior que o superior. A cor é o roxo, que é uma cor fria. As formas do rosto e corpo são apresentam fluidez e mutação, são amorfas e indefinidas. Há geralmente linhas horizontais.

rosto

Algo de extrema importância no visagismo são as proporções, podendo ser de rosto ou corpo. Analisando a proporção do rosto é possível ter ideia de imediato a qual temperamento ele mais se enquadra. Isso revela o grau de regularidade, se as feições são espaçadas para a linha externa do rosto ou aglomeradas. Quanto mais espaçada e aberta as feições, mais extrovertida é a pessoa sendo assim, sanguíneo ou colérico. E o inverso, sendo aglomeradas as feições, representam uma personalidade centrada, fechada e introvertida, do tipo melancólico ou fleumático. A irregularidade das feições caracteriza uma personalidade sanguínea.

Cada espaço de cada feição em um rosto, é medido através de ferramentas como réguas e paquímetros para análise em busca do equilíbrio, e cada área representa como a pessoa lida com o intelecto, expressões, vontades e intuições. A testa e as sobrancelhas estão ligadas ao intelecto, os olhos e o nariz representam o emocional, a boca é intuição e expressão e o queixo, vontade.

Respeitando a idéia da colorimetria que é o estudo das cores, temos resultados interessantes dentro do visagismo, consideramos as cores quando falamos de maquiagem, de cabelos, roupas ou até mesmo acessórios. Há uma relação entre o tom de pele, a cor natural dos cabelos, a cor dos olhos e o temperamento da pessoa, assim como o formato de rosto e do corpo, itens fundamentais para o diagnóstico (Philip Hallawell, 2009). Para o autor seguir as cores para cada tipo de pele é muito importante na composição do visual, mas há uma quebra de paradigmas quanto a alguns conceitos quando se vive em um mundo contemporâneo que gira em torno de tendências e que cada indivíduo se identifica de acordo com sua personalidade.

O profissional de visagismo trabalha para harmonizar características do cliente. Então, ele decidirá qual o melhor corte de cabelo, que tipo de coloração é mais adequada, as melhores cores de roupa, quais acessórios valorizam mais essa pessoa, este profissional será capaz de mudar das características pessoais, como cabelo e maquiagem até o guarda-roupa, valorizando as proporções e disfarçando os pontos menos interessantes. Mas não se confunda! O profissional visagista pode até ser também cabelereiro, maquiador, esteticista ou consultor de imagem, mas o visagismo em sí é uma análise, após a análise você decide se deve realizar procedimentos com aquele profissional ou com outro de acordo com seus resultados.

Afinal, o visagismo é uma busca pelo equilibrio na personalidade e traços físicos de uma pessoa. Para conseguir um resultado que transmita os desejos do cliente, é importante que o visagista entenda a rotina da pessoa, suas preferências estéticas, suas proporções, desde o tom da pele mais frio ou quente, até o formato do rosto, e sua capacidade de sustentar o visual. O estilo precisa corresponder com o que a pessoa quer transmitir, então tudo depende do temperamento e personalidade de cada um.

As vezes as pessoas não percebem que cada imagem passa uma sensação, e as vezes transmitimos sensações que não queremos passar, o que pode prejudicar na profissão, na escola. Então o visagismo pode trabalhar com isso, ajudar as pessoas a verem sua personalidade ou a personalidade que querem transmitir. A sua personalidade pode e é representada pela sua aparência, os traços do rosto, as linhas que desenham nossas expressões podem passar diversas mensagens, desde alguém simpático e aberto a conhecer novas pessoas, como alguém introvertido e conservador. No visagismo é abordado a linguagem visual e um conjunto de técnicas para poder ajudar as pessoas a estabelecer uma intensão, a qual será a base do seu estilo. É um processo que ajuda cada um a se encontrar. É o seu momento único como indivíduo, que abre portas para que você possa se expressar com entusiasmo em seu potencial e plenitude pessoal.

nome e redes socisid